sexta-feira, março 21, 2008

O Fazedor de Estrelas

Esta é a história de como eu aprendi a fazer estrelas:

"Doía no peito, a saudade.doía muito.

(E que estrago deixou!)

A estrela que dormiu

deixou um oco no céu,

um buraco que nada preenchia!

Às vezes tinha nuvem que tampava,

mas eu sabia que ele estava lá,

grande e medonho.

O furo no céu ficou maior,

e ficava maior a cada dia,

porque a estrela que morreu

não parava de crescer.

Só sua luz sumiu...

Aí o oco ficou mais pesado

até que caiu do céu...

Aí eu não tinha mais de carregar o céu nas minhas costas cançadas...

Eu pude então olhar para o céu

e vi quantas estrelas ainda tinha!

Melhor ainda: vi Deus fazendo uma estrela nova!

Brilhava com força,

como brasa de ferro em fogo,

que ardeu meus olhos!

Depois que eu parei de chorar,

o Santo pôs a estrela em minha mão

e disse como quem conta estória

p'ra fazer o filhote dormir:

"Agora que você me viu fazendo estrela,

vai continuar minha obra!"

E eu levantei a mão sem medo,

peguei um punhado,

e começei a trabalhar.

A brasa não me queimava,

e quanto mais eu criava,

mais feliz eu ficava.

E o Santo me disse, então:

"A estrela que dormiu

renasce a cada dia, filho meu,

nas estrelas que você cria!"

Foi assim que eu aprendi a fazer estrelas,

E eu nunca mais parei,

e nunca mais faltou estrela no céu...

Nenhum comentário: