domingo, janeiro 30, 2005

De Pai para Filho

O brilho de teus olhos é paz,

é alegria,

é amor,

pequeno cavaleiro sem medo.

A eternidade está diante de ti.

Quero que não conheças dor,

que tua vida flua como grande rio,

que tuas justiça e retidão sejam eternas.

De repente, vejo-o quieto.

Perguntas: "Quando começaram os dias?"

Teu pensamento põe asas em teus pés,

e voas longe demais para mim.

Quando alegre,

estremeces o mundo.

Fazes tremer a terra com teus pequenos passos.

Teus pulos parecem vôos de um pássaro feliz,

saltos do golfinho mais valente,

do leãozinho mais corajoso.

Quero que sejas feliz, principezinho,

Quero fazer-te feliz.

Só isso.

Nenhum comentário: